O que é Iconoclasm

Iconoclasm é o termo usado para descrever a destruição deliberada de imagens religiosas ou ícones. O termo tem origem na palavra grega “eikon” que significa “imagem” e “klao” que significa “quebrar”. O iconoclasm pode ocorrer por razões políticas, religiosas ou culturais, e tem sido praticado em várias sociedades e épocas diferentes. Na história do cristianismo, o período mais conhecido de iconoclasm ocorreu durante os séculos VIII e IX, conhecido como a Controvérsia Iconoclasta. Nesse período, alguns líderes religiosos consideravam a veneração de ícones como uma forma de idolatria e proibiram a adoração de imagens religiosas. Isso levou à destruição de muitos ícones e à perseguição dos que os defendiam. No entanto, o iconoclasm não está limitado ao cristianismo. Outras religiões e culturas também têm sua própria história de destruição de imagens. Por exemplo, no islamismo, algumas correntes consideram a adoração de ícones ou imagens como uma forma de idolatria e, portanto, rejeitam a criação e adoração de imagens religiosas. O iconoclasm também pode ocorrer por razões políticas, como a derrubada de estátuas ou monumentos que representam líderes ou regimes impopulares. Um exemplo recente disso ocorreu durante os protestos antirracismo em 2020, quando várias estátuas de figuras históricas envolvidas com a escravidão foram vandalizadas ou removidas.